Instalação passo-a-passo do ESET PROTECT no Linux

Neste cenário de instalação, vamos simular a instalação passo-a-passo do Servidor ESET PROTECT e console da Web ESET PROTECT. Vamos simular a instalação usando MySQL.


note

Instruções de instalação para distribuições Linux selecionadas

Você pode seguir nossos artigos da Base de conhecimento com instruções específicas para a distribuição:

CentOS 7

Debian 10

SUSE Linux Enterprise Server (SLES)

Antes da instalação

1.Verifique a presença do servidor de banco de dados na sua rede e certifique-se de ter acesso a ele no seu servidor local/remoto. Se um servidor de banco de dados não estiver instalado, instale e configure um novo.

2.Download dos Componentes autônomos do Linux ESET PROTECT (Agente, Servidor, Web Console). Esses arquivos de instalação podem ser encontrados na categoria Instaladores autônomos ESET PROTECT disponível no site da ESET.

Processo de instalação

Você deve ser capaz de usar o comando sudo ou instalar sob privilégios root para concluir a instalação.

1.Instale os pacotes necessários para o Servidor ESET PROTECT.

2.Configure a conexão ao servidor MySQL, como mostrado no tópico configuração MySQL.

3.Verifique a configuração da unidade ODBC do MySQL. Consulte Instalação e configuração ODBC para mais informações.

4.Personalize os parâmetro de instalação e execute a instalação de servidor ESET PROTECT. Consulte Instalação de servidor - Linux para mais informações.

5.Instale os pacotes Java e Tomcat necessários e instale o Web Console ESET PROTECT. Se você tiver problemas com a conexão HTTPS para o Web Console ESET PROTECT, veja a configuração de conexão HTTPS/SSL.

6.Instale o Agente ESET Management na máquina do servidor.


note

A ESET recomenda remover comandos contendo dados sensíveis (por exemplo, uma senha) do histórico da linha de comando:

1.Execute history para ver a lista de todos os comandos no histórico.

2.Execute history -d line_number (especifique o número da linha do comando). Alternativamente, execute history -c para remover todo o histórico da linha de comando.