Quarentena

A principal tarefa da quarentena é armazenar os arquivos infectados de maneira segura. Os arquivos devem ser colocados em quarentena se não puderem ser limpos, se não for seguro nem aconselhável excluí-los ou se eles estiverem sendo falsamente detectados pelo ESET NOD32 Antivirus.

 

Você pode optar por colocar qualquer arquivo em quarentena. É aconselhável colocar um arquivo em quarentena se ele se comportar de modo suspeito, mas não for detectado pelo scanner antivírus. Os arquivos colocados em quarentena podem ser enviados ao Laboratório de ameaças da ESET para análise.

 

PAGE_QUARANTINE

 

Os arquivos armazenados na pasta de quarentena podem ser visualizados em uma tabela que exibe a data e a hora da quarentena, o caminho para o local original do arquivo infectado, o tamanho do arquivo em bytes, a razão (por exemplo, adicionado pelo usuário...) e o número de ameaças (por exemplo, se for um arquivo compactado que contém diversas ameaças). A pasta de quarentena com os arquivos em quarentena (/var/opt/eset/esets/cache/quarantine) permanecerá no sistema mesmo após a desinstalação do ESET NOD32 Antivirus. Os arquivos em quarentena são armazenados em um formato criptografado e seguro e podem ser restaurados novamente após a instalação do ESET NOD32 Antivirus.

 

Se desejar rastrear automaticamente arquivos em quarentena depois de cada atualização do banco de dados da assinatura de vírus, selecione a opção Rastrear novamente arquivos em quarentena após cada atualização em Configuração > Entrar nas preferências do aplicativo... > Ferramentas > Quarentena.