Vírus

Um vírus de computador é uma infiltração que corrompe os arquivos existentes em seu computador. O nome vírus vem do nome dos vírus biológicos, uma vez que eles usam técnicas semelhantes para se espalhar de um computador para outro.

 

Os vírus de computador atacam principalmente arquivos, scripts e documentos executáveis. Para se replicar, um vírus anexa seu "corpo" ao final de um arquivo de destino. Em resumo, é assim que um vírus de computador funciona: após a execução do arquivo infectado, o vírus ativa a si próprio (antes do aplicativo original) e realiza sua tarefa predefinida. Somente depois disso, o aplicativo original pode ser executado. Um vírus não pode infectar um computador a menos que um usuário (acidental ou deliberadamente) execute ou abra o programa malicioso.

 

Os vírus de computador podem se ampliar em finalidade e gravidade. Alguns deles são extremamente perigosos devido à sua capacidade de propositalmente excluir arquivos do disco rígido. Por outro lado, alguns vírus não causam danos reais; eles servem somente para perturbar o usuário e demonstrar as habilidades técnicas dos seus autores.

 

É importante observar que os vírus (quando comparados a cavalos de troia ou spyware) estão se tornando cada vez mais raros, uma vez que eles não são comercialmente atrativos para os autores de softwares maliciosos. Além disso, o termo "vírus" é frequentemente usado de maneira incorreta para cobrir todos os tipos de infiltrações. Essa utilização está gradualmente sendo superada e substituída pelo novo e mais preciso termo "malware" (software malicioso).

 

Se o seu computador estiver infectado por um vírus, será necessário restaurar os arquivos infectados para o seu estado original, ou seja, limpá-los usando um programa antivírus.

 

Os exemplos de vírus são: OneHalf, Tenga e Yankee Doodle.